Notice: session_start() [function.session-start]: ps_files_cleanup_dir: opendir(/tmp) failed: Permission denied (13) in /home/booklink/www/vqmod/vqcache/vq2-system_startup.php on line 16
Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/booklink/www/vqmod/vqcache/vq2-system_startup.php:16) in /home/booklink/www/index.php on line 179Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/booklink/www/vqmod/vqcache/vq2-system_startup.php:16) in /home/booklink/www/system/library/currency.php on line 45 Versão digital - Os homens de nossas vidas | Booklink
zb porn
Versão digital - Os homens de nossas vidas

Versão digital - Os homens de nossas vidas

Em estoque
 
R$15,90
Formato: e-book
Edição: 0
Ano de publicação: 0
Número de páginas: 128
ISBN: 9788577290833
Sinopse Sobre o autor Comentários (0)
Inspirada em histórias contadas em bate-papos, este livro narra, por meio de crônicas sem clichês, o sedutor universo feminino, com cenas reveladas por pessoas que vivenciaram a década de 70 à flor da pele. É nesse ambiente que a autora nos leva a conhecer um pouco desse mundo encantador descrito por mulheres que acompanharam a época do hippismo, da utopia do flower power, do feminismo, da revolução comportamental, da pílula anticoncepcional, do Tropicalismo, da Bossa Nova etc. Algumas personagens foram inspiradas em fatos reais. Outras, em histórias que ouviu falar. Como o causo de uma moça independente, destemida, marxista e meio hippie que se apaixonou por um machão, controlador que, para completar, era um dos mais poderosos bicheiros da região serrana fluminense. Outro texto intrigante é de uma psicanalista chique e intelectualizada que se envolveu com um malandro que, ainda por cima, era gigolô e michê.
Livros
Autor Cláudia Versiani
Biografia

Escritora, jornalista, atriz e cantora. Mineira de Belo Horizonte, transferiu-se para o Rio em 1970, onde graduou-se em Ciências Sociais pelo Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (IFCS-UFRJ). Como socióloga, o diploma ficou esquecido em alguma gaveta, mas é como compositora e cantora que, no início, se destacou profissionalmente, com apresentações em casas noturnas e teatros em diversas cidades por esse Brasil afora, e a gravação de três discos. Uma de suas músicas foi escolhida para trilha de novela (“O velho arvoredo”, de Paulo César Pinheiro e Hélio Delmiro, na primeira versão de “O anjo mau”, TV Globo, 1976). Também é atriz, e participou de três peças, dois filmes e – nota curiosa – duas fotonovelas, nas revistas Sétimo Céu e Amiga. Em suas múltiplas funções, enveredou pelo jornalismo. Inicialmente, escreveu no velho Pasquim, depois montou escritório de assessoria de imprensa. Mais tarde, fechou a empresa e viajou durante 15 anos por inúmeros países, escrevendo e fotografando sobre turismo para diversos órgãos de imprensa. Isso lhe deu cancha para ser editora sobre o tema em jornais no Rio e em Brasília. Como fotógrafa, fez exposição individual sobre Paris, na Maison de France, e é autora do livro Bodas de Sangue: a construção e o espetáculo de Amir Haddad, registro fotográfico da encenação do clássico de García Lorca. Além disso tudo, encontra tempo para ser professora universitária na área de Comunicação Social, na PUC-Rio. Reside no Rio de Janeiro.

 

Obra em nosso catálogo:

Os homens de nossas vidas

Fazer um comentário

Seu nome:


Seu comentário: Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.

Avaliação: Ruim            Bom

Digite o código da imagem:



Logotipos de meios de pagamento do PagSeguro
Desenvolvimento
Criação de sites RJ: Murillo Camargo & Doble
Booklink © 2013 - Todos os direitos reservados