zb porn
Newsletter
* Digite seu E-Mail
Nome 
 
Cadastrar
 
Departamentos
Bruno Torres Paraiso

Jornalista. Nasceu em Ponte de Itabapoana, distrito de Mimoso do Sul, ES, em 27.12.1940. Filho de Prisco Paraiso, funcionário da Fazenda estadual e de Crisantina Maria Torres Paraiso, dona de casa. Durante anos, a família peregrinou por quase todo o estado, em função das sucessivas transferências do seu chefe, castigado por não concordar com atitudes pouco éticas que lhe eram cobradas por seus superiores hierárquico. Para que seus filhos pudessem cursar o secundário num colégio de alto nível, ele precisou aposentar-se antes do tempo, quando ocupava o posto de coletor estadual, em Afonso Cláudio. Em seguida, a família transferiu-se para Cachoeiro de Itapemirim, porque o pai entendia que lá estava o melhor estabelecimento educacional do estado para que seus filhos cursassem: o Colégio Estadual e Escola Normal Muniz Freire, o famoso Liceu. Foi nesse centro de excelência educacional que fez o ginásio e científico, onde destacou-se como aluno de boa qualidade, obtendo sempre notas brilhantes. Considera esse estabelecimento educacional como o melhor de todos os que cursou. Terminado o secundário, transferiu-se para o Rio de Janeiro, onde graduou-se em Direito pela então Universidade Federal do Estado da Guanabara, hoje Universidade Federal do Rio de Janeiro. Cursou o doutorado de Direito público, na antiga Universidade do Brasil, hoje Universidade Federal do Rio de Janeiro. Recebeu o certificado, mas não defendeu tese. Também fez Jornalismo, na Universidade Federal do Rio de Janeiro, e chegou a cursar, por um ano, Português e Literatura, na Faculdade de Letras da Universidade Federal Fluminense. Jornalista, trabalhou no Correio da Manhã e no Jornal do Commércio, do Rio de Janeiro, como repórter, redator, subeditor e editor. Em seguida, enveredou pela Comunicação Empresarial, havendo sido coordenador e gerente de Comunicação Social e Marketing do extinto Banco de Desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro. Em seguida, foi admitido como Gerente de Comunicação Social da Associação Brasileira de Instituições Financeiras de Desenvolvimento (ABDE), onde também ocupou, por mais de 20 anos, o cargo de Diretor-Editor da revista Rumos, especializada em desenvolvimento econômico e social, que recebeu, durante a sua gestão 10 prêmios, nove deles conferidos, consecutivamente, pela Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje). Foi líder estudantil, em Cachoeiro de Itapemirim, tendo sido presidente do Grêmio do Liceu, da Casa do Estudante e da União Cachoeirense de Estudantes Secundários. É fundador e membro efetivo da Academia Cachoeirense de Letras, ocupando a cadeira nº 16, que tem como patrono o poeta Virgílio da Costa Vidigal. Também faz parte do Instituto Histórico e Geográfico do Estado do Espírito Santo. Em 2003, a Prefeitura Municipal de Cachoeiro outorgou-lhe a Comenda Rubem Braga, por serviços prestados ao município. Além da organização da edição do livro em homenagem ao professor Deusdedit Baptista, com depoimentos de contemporâneos do grande mestre e cidadão cachoeirense, possui outras obras em andamento. Reside no Rio de Janeiro.

Visualizar: Lista / Grade
Exibir até:
Ordenar por:
Deusdedit Baptista: cidadão em tempo integral
Uma das personalidades mais luminosas da história de cachoeiro de itapemirim, es, indutor e condutor de várias gerações, foi um negro alto, elegante e altivo, chamado Deusdedit Baptista. Educador, advogado, poeta, cronista, jornalista, desportista, radialista, homem público e, acima d..
R$43,90
Versão digital - Deusdedit Baptista: cidadão em tempo integral
Uma das personalidades mais luminosas da história de cachoeiro de itapemirim, es, indutor e condutor de várias gerações, foi um negro alto, elegante e altivo, chamado deusdedit baptista. Educador, advogado, poeta, cronista, jornalista, desportista, radialista, homem público e, acima d..
R$24,90
Logotipos de meios de pagamento do PagSeguro
Desenvolvimento
Criação de sites RJ: Murillo Camargo & Doble
Booklink © 2013 - Todos os direitos reservados